Entenda como prolongar, com segurança, a vida útil do pneu do carro

pneu do carro
7 minutos para ler

Sabia que é possível aumentar a vida útil do pneu do carro sem colocar a sua segurança em risco? Trocar os quatro ao mesmo tempo pode sair um pouco caro dependendo do modelo, mas se você cuidar bem deles, dá para se programar e fazer isso em um momento mais oportuno.

Ao longo deste texto, vamos mostrar por que o pneu do carro é tão importante e dar algumas dicas que vão garantir uma vida longa a esse componente. Continue conosco e economize sem colocar a sua segurança em risco!

Veja também:

> Seu carro caiu no buraco? Veja quando solicitar indenização por acidente

> Manutenção do carro: o que você precisa para dirigir com segurança

> Listamos 6 dicas práticas para aumentar a vida útil da embreagem

Por que é importante manter os pneus do carro em bom estado?

O pneu do carro é uma das peças de borracha mais importantes, afinal, é ele que garante o contato com o solo. Um desgaste mais acentuado pode prejudicar a aderência do veículo e, como resultado, aumenta a chance de acidentes, até mesmo em situações em que eles não deveriam ocorrer — como em uma reta trafegando em baixa velocidade.

Para que você entenda melhor como isso funciona, vamos fazer uma comparação com os sapatos que usamos. Você já escorregou por usar um calçado que estava um pouco mais gasto? O mesmo acontece com os automóveis — só que em proporções muito maiores. Por isso, é tão importante cuidar bem dos pneus do carro!

Como prolongar a vida útil desse componente?

Muitas pessoas acreditam que a troca do pneu tem de ser feita a partir de determinada quilometragem rodada. Contudo, isso depende muito das condições em que o veículo foi usado e até mesmo do tipo de componente. Existem versões para a cidade, mistas, para uso em lama e várias outras, sendo que cada uma tem durabilidades diferentes.

Por padrão, quando a banda de rodagem chega a uma marca chamada TWI, está na hora de fazer a troca. Você também pode realizar o teste com uma moeda de R$1,00. Para isso, é só colocá-la nos sulcos do pneu e, se a marca dourada ficar visível, isso significa que o desgaste já é acentuado demais.

Mas será que dá para evitar um desgaste que acontece muito rápido? A resposta é sim. Esse componente foi feito para durar, porém, isso depende de como o dono do veículo cuida dele e da manutenção geral. Vamos conhecer as dicas de como aumentar a vida útil dos pneus?

Verifique a calibragem com frequência

A pressão do pneu do carro é importante não somente para a segurança ao dirigir, mas para evitar desgastes prematuros no componente. É fundamental procurar informações no manual do proprietário e verificar quais são o valor e a periodicidade ideais, uma vez que isso varia para cada modelo de veículo. O recomendado é fazer a calibragem sempre que abastecer.

Quando vazio demais, você tende a sentir o carro mais pesado para conduzir, principalmente se a direção não tiver nenhum tipo de assistência — hidráulica ou elétrica. Isso aumenta a temperatura interna do componente e acaba acentuando o desgaste, além de forçar várias peças da suspensão.

O que muitos não sabem é que pressão demais também é prejudicial. Primeiramente, o contato do veículo com o solo é prejudicado, reduzindo a aderência e elevando o risco de acidentes. Nesse caso, também costuma ocorrer o desgaste da parte central do pneu, além de um considerável aumento na possibilidade de um estouro.

Faça o rodízio dos pneus

Outra questão é em relação ao rodízio dos pneus. Esse é um tema bastante polêmico, e muitos profissionais dizem que ele não é necessário. Para se ter uma ideia, apenas Renault e BMW não recomendam a mudança entre 18 montadoras consultadas pela reportagem da Revista Quatro Rodas. 

Em média, essa ação tem de ser realizada entre 5 e 10 mil quilômetros rodados. Para veículos com tração dianteira, basta substituir os pneus da frente pelos traseiros, colocando-os do mesmo lado em que estavam. Porém, quando a força motriz estiver nas rodas traseiras ou o automóvel for 4×4, tem de ser feito o que costumam chamar de “revezamento em X”. O processo é basicamente o mesmo, mas o lado dos pneus é alterado.

É muito importante que, antes de realizar tal processo, você procure ajuda de um profissional, pois pneus radiais e diagonais também diferem no que diz respeito ao rodízio. Caso isso seja feito incorretamente, pode ocasionar um efeito contrário, ou seja, o desgaste prematuro do componente.

Não mude as medidas de rodas e pneus

Também é fundamental não alterar as especificações de tamanho e largura que vêm da fábrica, uma vez que o veículo foi projetado e testado para obter o máximo desempenho sob condições específicas. Principalmente quando se faz o tuning do carro, a primeira coisa que se muda são as rodas e os pneus. Embora fique esteticamente agradável, isso pode aumentar o desgaste.

Se você realmente quiser alterar as configurações originais do carro, procure por um especialista para ajudar na escolha do pneu e das rodas adequadas. Em muitos casos, são necessários alguns ajustes na suspensão e até mesmo a troca de algumas peças por modelos mais robustos.

Cuide bem da manutenção

Mas não é somente com os pneus que é preciso ter cuidado. Um carro é um conjunto de várias peças, certo? Isso significa que, uma influencia no desgaste da outra. Problemas na suspensão e em componentes como amortecedores podem reduzir bastante a vida útil do pneu.

Alinhamento e balanceamento também têm de ser feitos corretamente e no período indicado pela montadora para evitar desgastes irregulares e desiguais nos pneus. Quer uma dica valiosa? Invista na manutenção preventiva: com ela, você consegue evitar vários problemas gastando bem menos.

Respeite a capacidade de carga

Essa é uma dica especial para quem costuma andar com o carro lotado de pessoas e bagagem. Você sabe qual é a capacidade de peso que os pneus aguentam? Muita gente ignora esse detalhe e compromete a vida útil do componente, além de colocar a própria vida em risco.

Na identificação do pneu, existe um número que vai de 70 a 100. Ele é responsável por mostrar a capacidade individual que cada componente pode suportar. Para que você tenha uma ideia, modelos que vêm com a inscrição 70 são indicados para veículos com até 800 kg. Fique atento a esse detalhe e sempre busque informações no manual ou com o fabricante antes de adquirir o automóvel.

Dirija com cautela

Nossa última dica diz respeito à maneira como dirigimos. Quem nunca saiu estressado de casa e exagerou nas aceleradas e brecadas? Essa prática é bastante prejudicial, pois reduz a vida útil do pneu do carro e de diversas outras peças — como as pastilhas de freio —, além de ser perigoso. Ande com calma e, se não estiver em condições, evite assumir o volante.

Como vimos, o pneu do carro é um componente extremamente importante para a segurança ao dirigir. Com algumas práticas bem simples, é possível estender a sua vida útil. Por isso, siga nossas dicas a risca, cuide muito bem da manutenção do veículo e jamais se coloque em risco!

E agora que você já sabe como cuidar dos pneus do seu carro, confira o artigo sobre o sistema de freio e tudo o que é preciso saber para não correr perigo!

Você também pode gostar

3 thoughts on “Entenda como prolongar, com segurança, a vida útil do pneu do carro

  1. Olá. Cheguei no blog a partir do Café Brasil de Luciano Pires.

    Gostaria de dicas de como tirar aqueles barulhos internos, que aparecem com o tempo, nos assentos e painel do carro.

    Obrigado.

    1. Olá, Jaime!
      Poxa, infelizmente esta pergunta não faz parte da nossa área de atuação, então não podemos te dar uma resposta precisa para tirar a sua dúvida. Nosso conteúdo é produzido por jornalistas especialistas para trazer uma maior e melhor quantidade de conteúdos para nossos leitores.
      Nossa sugestão é de que procure um profissional especializado na área para lhe dar o suporte necessário!

      Muito obrigado pelo contato!

Deixe um comentário