coifa protetora
Componentes e Peças Para o dono do carro

Entenda a importância da coifa protetora para as peças

COMPARTILHE:

Entre a infinidade de peças fundamentais à vida útil dos carros, existe uma que se destaca: a coifa protetora. Com um nome bastante autoexplicativo, esse componente desempenha um papel indispensável no combate ao desgaste avançado de juntas, amortecedores, pivôs, terminais e afins.

Por conta disso, elaboramos este artigo especial aos proprietários de veículos, em que esclarecemos o que são as coifas, qual a função delas e, por fim, a importância que a manutenção preventiva tem ao garantir a segurança desse componente. Agora, embarque nesta leitura e aprenda ainda mais sobre o seu carro!

Veja também:

9 dicas de como escolher o pneu certo para o seu carro

> 6 motivos para não lavar o motor do seu carro

> 9 sinais de problemas na suspensão

O que é a coifa protetora?

De uma maneira geral, podemos dizer que a coifa é um componente que funciona como uma manta, protegendo peças que são vulneráveis à contaminação. Tratando-se de mecânica, consideramos qualquer agente externo como uma impureza em potencial, a exemplo de pedregulhos, areia, água, poeira, detritos metálicos, lama e afins.

Por conta disso, o papel da coifa é garantir a operação dos componentes que ela protege, evitando o acesso de partículas que possam acelerar o desgaste ou prejudicar o funcionamento do seu veículo. Sendo uma peça de caráter protetivo, ela acaba sendo encontrada em vários pontos do automóvel, havendo coifas protetoras para os pivôs, amortecedores, juntas homocinéticas e caixa de direção.

No entanto, essas coifas não são tão visíveis aos olhos dos motoristas, não é mesmo? Mas vale lembrar de uma mais presente no seu cotidiano: a do câmbio. Sabe aquele item, geralmente em couro, que protege a manopla do câmbio de veículos manuais? Pois então, até certa medida, aquilo é uma coifa protetora, mas em um formato muito mais apresentável e sutil, por estar exposta no interior da cabine.

Quais os principais tipos de coifa protetora?

Apesar de desempenhar a mesma função, a coifa da manopla de câmbio não se enquadra nos componentes que destacaremos neste tópico, por uma questão meramente técnica. Afinal de contas, as verdadeiras coifas protetoras trabalham no interior do conjunto mecânico, estando exposta a adversidades, como sujeiras, abrasão, fricção e calor.

Agora, conheça um pouca mais sobre essas peças!

Nos pivôs

O pivô é um componente fundamental para o sistema de suspensão e amortecimento em um veículo, sendo a peça responsável por conectar o chassi ao telescópio, cubo de roda e manga de eixo. Por conta disso, os pivôs trabalham sob pressão extrema, suportando cargas pesadas durante a condução do automóvel, sobretudo em acelerações, curvas e frenagens.

Nesse contexto, os pivôs acabam sendo indispensáveis no comportamento dinâmico e estável do carro na estrada. Então, as montadoras protegem essas peças ao equipá-las com coifas protetoras — sendo flexíveis por conta de sua fabricação em borracha, permitem o deslocamento dos pivôs ao mesmo tempo que bloqueiam o acesso de impurezas que acelerariam seu desgaste.

Nos amortecedores

Já aqui, temos o componente responsável pela absorção e pela filtragem dos impactos sentidos pelos veículos nas estradas. Os amortecedores são localizados imediatamente sobre as rodas, estando sobre constante exposição à lama, poeira e todo tipo de material abrasivo. Por isso, as coifas são fundamentais nessa peça, blindando os componentes internos da corrosão e do desgaste precoce.

Na caixa de direção

Essa caixa é o principal componente no sistema de direção do seu veículo, estando encarregada de converter os giros que você faz ao volante para um movimento horizontal que será, então, transmitido às rodas do automóvel. Por conta desse caráter móvel, a peça não pode sofrer corrosões, causadas pela contaminação dos componentes internos.

Então, as coifas das caixas de direção focam sua proteção nos terminais da barra de direção, impedindo que partículas contaminem a graxa lubrificante. Se isso acontece, os pinos esféricos começam a se desgastar, sofrendo com o maior atrito gerado durante o seu trabalho.

Na junta homocinética

Basicamente, essa é a peça responsável por canalizar a energia gerada pelo motor para as rodas, que viabilizam o deslocamento do veículo. Por conta dessa função, as juntas homocinéticas exigem um espaço de trabalho desobstruído e lubrificado.

Sendo assim, as coifas protetoras das juntas homocinéticas têm a mesma finalidade que as demais — mas, nesse caso, ela foca em bloquear o acesso de corpos estranhos na pista de trabalho das juntas, evitando que essas impurezas causem atrito nos elementos rolantes da peça, acelerando o seu desgaste.

Qual a importância da inspeção preventiva dessa peça?

A resposta para essa pergunta é simples: prolongar a vida útil do seu veículo. Afinal, apesar de flexíveis e resistentes, as coifas podem sofrer diversos danos. Quando a estrutura da coifa é danificada, seja por um rasgo, corte ou desgaste, tanto a graxa quanto os componentes internos da peça ficarão expostos.

Com isso, ocorrerá a contaminação da região, que absorverá esses detritos invasores e, por consequência, será possível perceber um aumento no atrito entre as peças. Como em um efeito cascata, haverá um prejuízo considerável na dinâmica de funcionamento desses componentes.

Por isso, nós frisamos: é preciso ficar atento a esse componente, reconhecendo sua real importância para a eficiência do seu veículo. Fazendo isso, você garante que o automóvel circule por mais tempo e com mais qualidade, evitando quebras inesperadas e os gastos maiores em manutenções corretivas.

Inclusive, esse é um ponto importante tratando-se das coifas: o valor. Perceba que esse é um componente simples e que, por conta disso, seu preço é bastante acessível. Sendo assim, nunca negligencie a substituição desse elemento, que oferece uma proteção extraordinária pelo custo que é cobrado, sobretudo quando comparamos com as despesas em reparos mais complexos por conta de uma coifa danificada.

Lembrando que pivôs, terminais de direção e bieletas não permitem troca da coifa, se estiver danificada será necessário substituir todo o componente.

Na dúvida, conte com seu mecânico de confiança! Ele vai saber a melhor forma de ajudá-lo!

COMPARTILHE: