Veja como prevenir o roubo de moto com essas 10 dicas de ouro

roubo-de-moto
7 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Nosso país não é um dos mais seguros do mundo, e o roubo de moto acaba sendo uma das grandes preocupações de muitos proprietários, principalmente nas metrópoles. O que muita gente não sabe é que dá para se prevenir, seguindo alguns truques bem simples.

Neste texto, vamos trazer 10 dicas de como prevenir o roubo de moto e todas as dores de cabeça que isso pode gerar. Continue com a gente e não perca!

1. Utilize correntes, cadeados e travas

Sabe aquelas correntes, cadeados e travas que muitos motociclistas costumam colocar em suas motos? Isso pode até parecer um pouco exagerado e ineficiente, mas ajuda na prevenção dos roubos.

Um fato importante sobre qualquer furto é que os criminosos procuram facilidade, algo que não dê trabalho. Quando a moto está presa por um desses itens, embora o roubo não seja impossível, ele é mais difícil, e isso pode desestimular a prática.

Por isso, por mais antiquado e estranho que pareça, use essas proteções, mesmo quando o veículo estiver dentro de casa. Aliás, falaremos sobre a falsa sensação de segurança de muitas garagens, daqui a pouco!

2. Aposte nos alarmes

Outro item mais antigo, mas que ainda costuma trazer bons resultados, são os alarmes. Seguindo a mesma linha de raciocínio, eles dificultam o roubo. Pense na seguinte situação: duas motos iguais estão paradas na rua, sendo que uma está protegida e a outra não. Qual será a preferida do ladrão?

Procure um bom alarme e faça a instalação o quanto antes. Porém, existe um detalhe importante. Esse sistema está conectado à parte elétrica da moto e precisa ser instalado por um especialista. Peças de má qualidade ou mal colocadas podem gerar muita dor de cabeça.

3. Faça o uso de sensores de presença e imobilizadores

Como tudo no mundo automotivo, os alarmes evoluíram e ganharam novas funções e itens. Entre eles, os sensores de presença, que impedem o acionamento da moto caso você não esteja por perto. Os imobilizadores funcionam basicamente da mesma maneira — utilizando códigos de proteção —, só que eles costumam estar nas chaves.

Um detalhe interessante sobre os sensores de presença é que eles são muito úteis caso você seja roubado enquanto estiver pilotando a moto, uma vez eles atuam na injeção eletrônica e fazem o veículo morrer quando o ladrão se afastar. Assim como no caso dos alarmes, não use peças sem procedência.

4. Contrate um serviço de rastreamento veicular

Outra opção que tem crescido ultimamente é o rastreador veicular. Normalmente, você contrata um serviço e a empresa responsável instala um equipamento na moto que mostra a sua localização, 24 horas por dia. Nesse caso, a recuperação em caso de roubo pode ser muito mais fácil.

Além disso, já existem serviços mais modernos, que bloqueiam a moto imediatamente após um furto ser comunicado e enviam viaturas policiais até o veículo. Os preços variam bastante, dependendo da quantidade de itens contratados, mas ainda costuma ser mais barato que o seguro.

5. Não estacione a moto em qualquer lugar

Uma das dicas de ouro é ter muito cuidado com os locais onde você estaciona a moto. Evite áreas escuras ou com pouca movimentação. Se estiver em uma região que não conhece, procure por um estacionamento. Afinal, nem sempre eles são caros e a segurança costuma ser maior.

Porém, mesmo que o local seja seguro, antes de parar, dê uma boa olhada ao redor e veja se não há ninguém com alguma atitude suspeita. Se perceber algo estranho, não pare: vá embora e informe a um agente da lei sobre o ocorrido. Em período noturno, redobre a atenção.

6. Tenha cuidado na hora de pilotar

Durante os seus trajetos, o cuidado deve ser o mesmo. Um dos itens da direção defensiva é antever possíveis problemas, e essa prática também serve para se prevenir do roubo de moto. Vai sair de casa ou pegar a motocicleta em algum lugar? Antes de ligar o veículo e, até mesmo, de sentar nele, olhe em volta.

Novamente, procure por pessoas que pareçam suspeitas e não vá em direção ao veículo, caso perceba algo errado. Muitos ladrões costumam esperar por suas vítimas, e qualquer brecha é suficiente. Quando estiver pilotando, também é importante perceber o que acontece a sua volta, principalmente quando parar em semáforos.

7. Fique atento aos horários e às rotas

Fazer sempre a mesma rota e passar por locais mais perigosos durante a noite também não são boas opções se você quiser evitar um roubo de moto. Sempre que possível, mude o seu percurso. Afinal, existem várias maneiras de chegar a um mesmo lugar. Como dissemos, muitas vezes os ladrões observam o dia a dia das vítimas e esperam por uma brecha.

Fique atento aos horários. Alguns locais costumam ser mais desertos, dependendo da hora do dia e, quanto menos gente, maior a possibilidade de um roubo. Evite passar por essas regiões nesses momentos e tome cuidado para que o GPS não leve você a um lugar perigoso.

8. Verifique se a sua garagem é segura

Lembra-se de quando falamos da falsa sensação de segurança em algumas garagens? O portão está sempre trancado, o acesso é mais difícil ou qualquer um pode entrar? Esses são problemas que muitos acabam deixando passar e que aumentam a possibilidade do roubo de moto.

Garanta que o local sempre esteja trancado e coloque a moto em um lugar onde quem passa na rua não consiga ver com muita facilidade. Em garagens coletivas de prédios, a atenção tem de ser ainda maior. Por isso, sempre mantenha os itens de proteção do veículo ativados e remova as chaves da ignição, ainda que você só vá ao apartamento por alguns minutos.

9. Nunca deixe as chaves na ignição

Aliás, jamais deixe as chaves na ignição, seja na garagem fechada, seja na coletiva ou, até mesmo, no quintal da sua casa. Saiu da moto? Pegue o capacete e a chave. Em muitos casos, segundos de distração podem ser mais que suficientes para ter o veículo furtado.

Na rua, nem se fala. Mesmo que fique a poucos metros da moto, não deixe as chaves na ignição, nem no guidão ou em qualquer outro local acessível a qualquer pessoa. Sempre vale a pena reforçar: os ladrões querem facilidade e eles estão de olho, mesmo que você não os esteja vendo!

10. Faça um seguro, se possível

Por fim, nossa última dica. Embora ela não evite um roubo de moto, previne muitas dores de cabeça. Manter um veículo custa caro, mas, se possível, faça um bom seguro. Afinal, ele ainda é a melhor opção para garantir que você não vai ficar sem o seu precioso bem.

Viu como é possível, ao menos, se prevenir contra o roubo de moto? Coloque as dicas que aprendeu em prática e fique um pouco mais seguro. Mas, lembre-se: a sua vida é mais importante que qualquer bem material e, em caso de um assalto, não reaja e mantenha a máxima calma possível.

Vamos compartilhar o que aprendemos? Então, espalhe esse conhecimento em suas redes sociais agora mesmo!

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário