Seguro auto: como escolher a melhor seguradora para o seu veículo?

seguro auto
6 minutos para ler

Embora os carros de hoje sejam muito mais eficientes no que diz respeito à segurança, todos estão sujeitos a acidentes. A melhor forma de evitar dores de cabeça com gastos imprevistos é por meio do seguro auto. Contudo, é preciso analisar bem antes de contratar uma seguradora, tendo a certeza de que ela vai cobrir as situações que você julgue necessárias.

Ao longo deste texto, vamos explicar como escolher a melhor seguradora para o seu carro, quais itens devem ser levados em consideração e muito mais. Continue com a gente e confira!


Veja também:


> Seu carro caiu no buraco? Veja quando solicitar indenização por acidente

> Como escolher o melhor alarme automotivo para cada modelo de carro?

> Como evitar acidentes de transito? Confira 8 dicas indispensáveis

 

Compare os valores e benefícios entre as seguradoras

Embora o valor do seguro auto não deva ser o único item avaliado, com certeza ele é um fator muito importante — tanto que o cálculo do custo-benefício de um automóvel leva isso em conta. Faça uma pesquisa entre as diversas seguradoras do mercado. Ainda que algumas ofereçam exatamente a mesma cobertura, o preço pode variar bastante.

Fatores como a idade do motorista, local em que o veículo fica estacionado, quantidade de vezes em que ele é usado e em qual região afetam o custo do seguro, além dos benefícios agregados ao contrato. Cada empresa adota tarifas próprias e, de acordo com a CNSeg, responsável por representar as empresas de seguro no país, a diferença pode chegar a até 50%, mesmo em veículos idênticos.

Tome certo cuidado ao preencher o formulário de adesão do seguro auto, uma vez que as informações ali contidas interferem no valor final, mas, se você omitir alguma informação — como o local em que o carro fica guardado —, a seguradora pode se negar a lhe ressarcir em caso de roubo, por exemplo.

Outra questão é em relação à forma de pagamento do seguro, sendo que algumas seguradoras costumam oferecer métodos mais convidativos e descontos para a quitação dos valores à vista. Além disso, algumas têm parcerias com diversos estabelecimentos que fornecem vantagens aos segurados.

Faça uma análise da cobertura fornecida

Por esse motivo, é muito importante fazer uma análise da cobertura do seguro auto e de todos os benefícios que ele traz. Existem basicamente dois tipos de apólices disponíveis. São elas:

  • cobertura básica: fornece proteção contra roubos e acidentes;
  • compreensiva: também abrange danos causados pela natureza, como enchentes e quedas de árvores.

Vale salientar que, quanto maior a cobertura, mais caro o valor do seguro. Porém, nem sempre a opção mais barata é a indicada, principalmente se você costuma trafegar em locais de risco, como regiões propícias a alagamentos, quedas de árvores e com alto índice de raios.

Se o seu carro tiver instalado o kit gás, por exemplo, saiba que nem todos os seguros cobrem danos causados por um acidente nesse item. Se você escolher a opção mais barata, pode acabar não sendo ressarcido e perder o automóvel. Normalmente, as apólices mais caras também cobrem danos a vidros, incêndio e higienização em caso de alagamentos.

Antes de contratar um seguro auto, analise quais são as suas reais necessidades, entre nos sites das seguradoras e veja quais são os pacotes fornecidos. Faça uma lista com todos os itens que você julgar necessários e, somente após isso, entre em contato com a empresa que mais lhe interessou.

Observe os serviços adicionais e a área de cobertura

Além dos serviços mencionados, muitas seguradoras costumam disponibilizar uma série de opcionais. Se você não prestar bem a atenção, pode acabar contratando algo que não necessita e aumentar o valor do seguro. Se o seu carro não é blindado, por exemplo, não tem motivo para contratar algo que proteja esse tipo de automóvel.

Outro serviço que tem de ser avaliado é o de poder utilizar um carro reserva enquanto o seu estiver em manutenção. Para quem precisa trabalhar com o carro, levar os filhos à escola ou ir a qualquer outro lugar em que se faça o uso do veículo constantemente, isso realmente é bastante útil.

Contudo, se você tem mais de um carro na garagem ou usa-o apenas aos finais de semana para passear, qual a real necessidade de adquirir esse serviço? Ainda que a seguradora insista na contratação, seja exigente e peça a exclusão desse item da apólice. Afinal, ninguém é obrigado a pagar por algo que não vai utilizar.

Também preste muita atenção em relação ao serviço de guincho, que costuma ser disponibilizado por boa parte das seguradoras. Nem sempre a cobertura é nacional e, dependendo de onde ocorrer um acidente ou a quebra do veículo, você pode ficar na mão.

Preste atenção quanto à franquia

O valor da franquia é um dos itens que costumam causar mais discórdia em caso de acidentes ou roubos. Normalmente, quanto menor o valor pago na apólice, maior será o custo da franquia e nem sempre você terá essa quantia à disposição. Lembre-se de que acidentes não têm hora marcada para acontecer.

Se você consegue poupar certo valor para pagar a franquia em caso de um acidente ou roubo, a opção por um seguro mais baixo talvez seja a melhor. Contudo, se a situação está difícil e não sobra nada no final do mês, é uma boa ideia equalizar essas quantias, para que o seu orçamento não seja comprometido em caso de emergência.

Algumas seguradoras também costumam oferecer o parcelamento da franquia, o que pode ser bom, principalmente se algo acontecer naquele mês em que tudo está dando errado e o seu orçamento está comprometido. Converse bem com a empresa e veja se ela disponibiliza essa modalidade de pagamento.

Faça uma pesquisa e procure a opinião de outros segurados

Nesse momento, você já deve ter selecionado algumas seguradoras e está pronto para fechar o negócio, correto? Mas calma, ainda é preciso ter atenção a mais um detalhe. Pesquise bastante na internet, principalmente nas redes sociais e fóruns especializados em carros, qual é a reputação da empresa e se ela realmente presta um bom serviço.

Com tantos veículos circulando, a possibilidade de acidentes cresce a cada dia. Por isso, ter um seguro auto é essencial. Porém, para reduzir essa chance, o ideal é fazer revisões constantes em seu carro e sempre mantenha a manutenção em dia. Afinal, muitos problemas são causados por veículos em mau estado de conservação.

Viu como é importante prestar bastante atenção antes de contratar um seguro auto? Aproveite para conhecer 8 dicas indispensáveis para evitar acidentes!

Você também pode gostar

2 thoughts on “Seguro auto: como escolher a melhor seguradora para o seu veículo?

Deixe um comentário