7 dicas essenciais para vender seu carro rapidamente

dicas essenciais para vender seu carro rapidamente
7 minutos para ler

Trocar de automóvel com certa frequência é fundamental para evitar dores de cabeça com manutenções excessivas e, é claro, ter aquela empolgação com algo mais novo. Porém, nem sempre é fácil se desfazer do seu usado, tendo em vista a quantidade de veículos no mercado e certa facilidade na aquisição de modelos modernos. 

Quer algumas dicas para vender seu carro? Preparamos este texto especialmente para você. Nele, você vai conhecer 7 conselhos valiosos que vão facilitar muito a sua vida e aproximar ainda mais o sonho do automóvel novo!

Veja também:

Enfrentou enchente? Veja o que fazer com seu carro após essa situação

Sistema de freio: tudo o que você precisa saber para não correr perigo

Como transportar pets corretamente? Veja 4 boas práticas!

1. Prepare bem o carro e torne-o atrativo

Sabe aquela frase que diz “aparência é tudo”? Nem sempre ela é verdade. Porém, no mundo automotivo, isso é um fato, principalmente na hora de vender um carro. Você certamente se lembra do momento em que comprou o seu automóvel e reparou naquela pintura novinha — ou não? O possível comprador do seu veículo terá a mesma experiência. Por isso, manter tudo limpo e bonito é fundamental.

Sempre que for mostrar o veículo a alguém, garanta que ele esteja impecável, ou seja, bem limpo e com aquele cheiro de carro novo. Se tiverem pequenos arranhões na pintura, tente remover com uma cera ou, se possível, invista em um polimento profissional, que sai relativamente barato e costuma resolver a questão.

Em relação ao interior, faça uma boa limpeza nos bancos, carpetes e painel. Caso o estofado já não esteja com uma boa aparência, você pode utilizar capas apropriadas para dar um aspecto melhor. Observe também o estado de desgaste do volante e coloque uma proteção se ele não estiver satisfatório.

Quanto mais limpo e bonito você conseguir deixar o carro, melhor. Porém, não cometa o erro de muitos motoristas. Lavar o motor do carro não é uma boa ideia e, embora ele realmente fique com um aspecto melhor em certas ocasiões, isso pode ser prejudicial ao automóvel.

2. Faça uma revisão no veículo

Contudo, de nada adianta todo esse trabalho se mecanicamente o veículo não estiver em boas condições. Ainda que você faça manutenções preventivas e cuide muito bem do seu carro, antes de vender é sempre uma boa ideia dar aquela checada e fazer uma revisão em alguns itens importantes.

Dê atenção ao estado dos faróis e veja se eles não estão amarelados, opacos ou desalinhados. Algumas empresas conseguem resolver tais problemas sem a troca do componente, apenas fazendo um polimento. Observe as frestas entre portas, para-choques, capô e tampa traseira. Muitas vezes, um pequeno ajuste melhora bastante o aspecto geral.

As peças de borracha também merecem uma atenção especial, principalmente pneus e buchas. Barulhos e rangidos podem indicar problemas na suspensão, mas, em alguns casos, a troca de componentes simples ou a lubrificação resolve o problema e facilita na hora da venda.

Também é uma boa ideia checar o nível dos fluidos e verificar se existem problemas nos amortecedores e sistema de direção. Para que essa revisão seja realmente valorizada, leve o veículo a uma oficina especializada e peça que tudo o que for feito seja documentado, pois o histórico é muito importante.

3. Especifique bem todas as características especiais do carro

Carro limpo e rodando muito bem, agora é hora de “vender o peixe”, ou seja, listar todas as qualidades que ele tem e os diferenciais em relação a outros modelos no mercado. Faça uma lista com todos os opcionais que vêm no veículo, quais são de fábrica e os que você instalou, qual a cor, quilometragem, tipo de combustível etc.

Não deixe passar nada, pois são os pequenos detalhes que fazem a diferença. Ainda que não liste todas essas características em um anúncio, por exemplo, tê-las em mente é fundamental para mostrar que você conhece o que está vendendo e entende o que está fazendo.

4. Organize toda a documentação

Eis uma das mais importantes dicas para vender carro — e que muitos vendedores deixam passar: organize a documentação e o histórico do veículo. Normalmente, quando falamos em documentos, nos lembramos apenas do registro do carro, multas, impostos e outros itens.

Mas sabe aqueles recibos que você pegou com seu mecânico de confiança depois da revisão? É interessante apresentá-los também. Essa é uma maneira de mostrar ao comprador que você não usou peças sem procedência e cuidou muito bem da manutenção. É uma dica não só para vender o seu carro atual, mas os futuros. Então, guarde todas as notas fiscais de produtos e serviços realizados em uma pasta para que não se percam, combinado?

5. Confira a tabela FIPE para ter uma boa ideia de valores

Agora é hora de definir quanto vale seu carro, parte que pode ser bem trabalhosa. Primeiramente, faça uma consulta na tabela FIPE para ter uma noção de preços. Ela traz os valores médios para cada modelo praticados em todo território nacional e, embora não seja uma regra, é um bom ponto de partida.

Itens opcionais, estado de conservação, quilometragem e a região por onde o veículo trafega alteram bastante o seu valor. Por isso, também é uma boa ideia procurar por anúncios de modelos semelhantes ao seu e ver quanto eles custam. Deixe uma margem para negociação, mas não exagere, pois preços muito altos desestimulam a compra.

6. Verifique qual é o melhor lugar para anunciar

Finalmente, chegou a hora de anunciar e logo pensamos na internet. De fato, colocar o veículo à venda em redes sociais e jornais online até pode ser uma boa ideia, mas isso depende bastante do público-alvo. Ao postar só no Facebook, por exemplo, é preciso lembrar que nem todas as pessoas estão ali em busca de uma compra.

Verifique quais tipos de pessoas estariam interessadas na compra do veículo e quais mídias elas consomem. Embora possa parecer um pouco antiquado, jornais impressos ainda são uma boa opção. Também é interessante mostrar o carro em fóruns online especializados em automóveis.

7. Marque as negociações em local público

Se você seguir todas as nossas dicas para vender seu carro, não vai demorar a receber algumas propostas. Porém, existe um último detalhe no que diz respeito à sua segurança e de seu patrimônio. Marque de mostrar o veículo ou as negociações em locais públicos e, de preferência, vá acompanhado para evitar roubos.

Seguindo as dicas para vender carro que você aprendeu hoje, a tarefa vai ficar bem mais fácil. Os possíveis compradores vão surgir rápido, e o valor da negociação pode até subir um pouco, deixando você mais perto do objetivo do automóvel novo.

Agora que você já entendeu como vender seu carro, caso esteja pensando em comprar um seminovo, a gente tem uma boa notícia: temos mais um material para ajudar você. Não perca tempo e baixe agora mesmo nosso Manual do Carro Seminovo!

Você também pode gostar

5 thoughts on “7 dicas essenciais para vender seu carro rapidamente

  1. Maravilhoso conteúdo, me ajudou a criar um check list para valorizar ainda mais meu carro.
    Parabéns pelos conteúdo compartilhado nesse blog, com certeza, valeu a pena acessar seu canal. Cheguei aqui através dos podcasts Café Brasil e Lidercast do Luciano Pires, que faz uma bela comunicação de sua marca e que faz jus a qualidade que vocês tem nesse canal.
    Bom como é divulgado nos podcast’s do Luciano, gostaria de me candidatar ao sorteio dos cursos da Udemy e agradecer pela iniciativa da Nakata de estimular a educação.

    Obrigado pelo conteúdo e parabéns pela iniciativa.

  2. Cheguei em vocês através do Café Brasil. Sou muito grata por vocês patrocinarem o podcast do Luciano. Esse programa ajudou muito a mudar a minha vida. O bem se paga com o bem, que a Nakata prospere cada vez mais! 🙏🏻

  3. Sou ouvinte do Café Brasil faz 6 anos, muito tempo! Engraçado que desde então, quando entro em lojas de acessórios ou moto peças, fico procurando anúncios ou produtos da Nakata. Parabéns pelo trabalho.

Deixe um comentário