fazer manutenção preventiva
Manutenção

Por que começar a fazer manutenção preventiva do seu carro?

COMPARTILHE:

Comprar o carro próprio é uma conquista que merece ser muito comemorada! Mas você logo descobre que o esforço financeiro não acaba assim que o contrato é fechado. Pelo contrário, entre gastos com combustível, acessórios e consertos, uma parcela significativa do seu orçamento mensal volta sempre para o carro.

Quando se fala sobre economizar, muitos motoristas têm resistência para entender que realizar a manutenção preventiva diminui os custos. Afinal, como isso aconteceria se, na verdade, estão gastando dinheiro com as revisões?

Se você pensa assim, está na hora de entender os benefícios da prevenção — que vão muito além da economia. Veja nossas dicas e entenda alguns motivos fundamentais para manter seu carro sempre em boas condições!

Quais são as vantagens da manutenção preventiva?

Se você gosta da sensação de passar meses sem frequentar oficinas e só procurar o mecânico quando o carro apresenta um problema, saiba que está sendo vítima de uma falsa impressão de economia. Cada visita dessas à oficina, depois de perceber falhas no veículo, está saindo bem mais cara do que seria, caso você realizasse as revisões em dia.

A manutenção preventiva serve exatamente para prever problemas no carro e resolvê-los antes que eles se tornem um risco para sua segurança e seu bolso. Vamos ver o que ela pode fazer por você?

Evita surpresas desagradáveis

Muitas questões do seu carro podem ser acompanhadas e resolvidas antes mesmo de virarem problemas. Todas as peças têm uma vida útil específica e apresentam sintomas quando estão sofrendo desgaste. Assim, ao realizar a manutenção preventiva e trocar essas peças no tempo correto, você evita o risco de algum componente parar de vez e ficar na mão por causa de uma pane mecânica.

Proporciona maior segurança

Um veículo mal cuidado é um perigo para o motorista e o trânsito em geral. Lembre-se de que tudo no seu carro é programado para funcionar em conjunto. Quando um componente, por mais simples que pareça, passa da vida útil e começa a sofrer um desgaste exagerado, pode causar grandes danos à sua segurança.

Imagine, por exemplo, que você está rodando com seu carro e, de repente, enfrenta problemas no câmbio e não consegue mais mudar de marcha. Pior, em dado momento, tenta frear o veículo e percebe que ele não está com a mesma eficiência de antes. Situações desse tipo configuram grandes riscos no trânsito. Por isso, acompanhar as condições das peças é fundamental para dirigir de forma segura!

Reduz os custos

Sim, realizar manutenções preventivas permite que você economize dinheiro. Isso acontece por dois motivos principais. O primeiro é que um carro desregulado, geralmente, consome mais combustível e desgasta mais rápido as peças. O segundo é que manutenções corretivas sempre serão mais caras do que as preventivas.

Na prática, acontece o seguinte: se na revisão você precisa gastar R$ 100,00 trocando uma pequena peça que chegou ao fim da vida útil significa que, se não trocada, ela pode prejudicar outras peças e até um sistema todo, causando gastos muitos maiores.

Podemos usar o exemplo dos pneus. Se você não mantiver o alinhamento e balanceamento em dia, eles vão sofrer desgaste irregular e precisarão ser trocados antes da data. O valor desses dois serviços certamente é muito mais barato que um jogo de pneus novos, não é? Então, se você deseja diminuir seus gastos, a melhor dica é realizar todas as revisões programadas.

Quando as manutenções devem ser realizadas?

O fabricante dá todas as informações que você precisa para manter seu veículo em bom estado. Portanto, a fim de saber as necessidades de manutenção preventiva, basta consultar o manual de instruções do seu carro. Nele é possível saber quais são as verificações e o período em que elas devem acontecer.

Além disso, é sempre bom contar com um mecânico de confiança que acompanhe o histórico do seu veículo e ajude você a entender as particularidades dele. As orientações do fabricante são pensadas para um uso geral do carro, mas cada proprietário pode ter necessidades diferentes. Alguém que viaja bastante e enfrenta estradas em más condições, por exemplo, certamente precisará realizar as manutenções em um tempo menor.

Sua maneira de dirigir, o peso que você coloca no carro e as condições das ruas por onde anda podem exigir cuidados diferenciados. Para isso, eleja uma oficina na qual tenha confiança e acompanhe o histórico do seu carro para entender as necessidades de manutenção preventiva.

Há alguns elementos que você pode avaliar sozinho. A fim de garantir a boa condição do carro, verifique toda semana o estado do líquido de arrefecimento, a pressão de ar dos pneus e o nível de óleo do motor. Também observe com frequência o funcionamento das luzes e da buzina, o desgaste dos pneus e as condições dos equipamentos de segurança (triângulo, macaco e estepe).

Para ficar sempre atento às necessidades do seu veículo, a tecnologia pode ajudar muito! O aplicativo carro 100% notifica você sempre que chegar o momento de seguir alguma recomendação do fabricante. Ele é gratuito e está desde 2008 estimulando a manutenção preventiva.

O que deve ser observado no carro?

Fique de olho no período de manutenção de alguns componentes que são fundamentais para a segurança do seu veículo:

  • filtro de ar — uma vez por ano;
  • fluido de freios — uma vez por ano;
  • óleo lubrificante e filtro de óleo — a cada 10 mil quilômetros;
  • discos, pastilhas e outras peças do freio — a cada 10 mil quilômetros;
  • alinhamento e balanceamento — a cada 10 mil quilômetros;
  • filtro de combustível — a cada 10 mil ou 15 mil quilômetros;
  • sistema de arrefecimento — a cada 30 mil quilômetros.

Essas são algumas das peças que precisam de atenção. Cumprir os prazos da manutenção preventiva e contar com um mecânico de confiança para realizá-la são aspectos fundamentais a fim de que você possa aproveitar seu carro por muito tempo! Ao mantê-lo em boas condições, você evita sustos e gastos excessivos.

E aí, que tal estar sempre bem informado sobre os cuidados com seu veículo? Então, assine nossa newsletter!

Manutenção
COMPARTILHE: