Multas de trânsico x infrações que você não conhece
Segurança

Multas de trânsito: 11 infrações que você não conhecia

COMPARTILHE:

Para dirigir no Brasil, não basta que a carteira de motorista e todos os documentos do carro estejam em dia. É preciso seguir a legislação corretamente e evitar multas de trânsito e outras penalidades, como a perda da CNH.

Os órgãos regulamentadores de trânsito ditam e fiscalizam os motoristas do país. Mesmo que muitos pensem que existe uma indústria da multa, a verdade é que a legislação tem o objetivo de proteger a todos nós.

Infelizmente, algumas regras do trânsito são desconhecidas de muitos brasileiros, que podem infringi-las sem se dar conta. Fique atento: o órgão de trânsito não vai aceitar essa justificativa caso você seja punido. Por isso, aproveite nosso post e conheça algumas multas menos famosas!

1. Molhar pedestres

Esse é um desafio muito comum para os pedestres em épocas chuvosas. Nesses períodos, se formam poças d’água nas ruas da cidade, principalmente perto do meio-fio, o que acaba sendo um transtorno para quem utiliza as calçadas. Como alguns motoristas não têm cuidado ao passar pela água, as pessoas correm o risco de se molhar.

O que muitos não sabem é que essa atitude se constitui em uma infração ao código de trânsito. As características da penalidade são as seguintes:

  • natureza: média;
  • pontos na carteira: quatro;
  • valor a pagar: R$ 130,16.

2. Não ligar os limpadores de para-brisa

Isso mesmo! Não utilizar os limpadores de para-brisa em dias de chuva é considerado uma infração grave e também gera multa. Como esse é um item de segurança, o motorista é obrigado a utiliza-lo.

E nem pense em dar a desculpa de que eles estão quebrados. Fazer a manutenção do carro e manter o limpador em boas condições também é obrigação do motorista. Veja as penalidades:

  • natureza: grave;
  • pontos na carteira: cinco;
  • valor a pagar: R$ 195,23.

3. Buzinar fora de hora

O uso da buzina precisa ser consciente. Ela só deve ser acionada com o objetivo de alertar pedestres e outros motoristas. Essa comunicação precisa estar relacionada ao trânsito — para evitar um acidente, por exemplo.

O uso indevido da buzina gera multa. Além disso, existe uma situação que ela não pode ser utilizada nem como alerta no trânsito: é o caso de circular próximo a hospitais. Descumprindo a determinação, você está exposto à seguinte pena:

  • natureza: leve;
  • pontos na carteira: três;
  • valor a pagar: R$ 88,38.

4. Deixar de utilizar as setas

Esse item, que é praticamente esquecido por muitos motoristas, também é passível de multa. Você certamente já viu inúmeros veículos trocarem de faixa ou fazerem conversão sem utilizar as setas. Se você mesmo tem esse hábito, fique mais atento!

Não utilizar a sinalização adequadamente gera multas e adiciona pontos na carteira. Mesmo se o seu carro é antigo e não possui pisca, você ainda pode estar de acordo com a lei — nesse caso, faça a sinalização com o braço. Veja as características dessa multa:

  • natureza: grave;
  • pontos na carteira: cinco;
  • valor a pagar: R$ 195,23.

5. Dirigir com o braço para fora

Esse é um hábito de muitos motoristas, mas dirigir com o braço para fora da janela é uma atitude perigosa, pois algo pode atingi-lo e machucá-lo. Além disso, se você trafegar assim pode ser autuado na seguinte infração de trânsito:

  • natureza: média;
  • pontos na carteira: quatro;
  • valor a pagar: R$ 130,16.

6. Jogar objetos na via

Jogar objetos nas ruas, além de ser uma grande falta de educação e um descuido com o meio ambiente, gera multas de trânsito. Para evitar isso, tenha sempre um lixo dentro do carro. Do contrário, você pode ser submetido à seguinte penalidade:

  • natureza: média
  • pontos na carteira: quatro
  • valor a pagar: R$ 130,16

7. Estacionar longe do meio-fio

A baliza é o terror de muitos motoristas. Mais do que conseguir colocar o carro em uma vaga apertada, você precisa garantir uma distância mínima de meio metro da calçada. Parar o carro longe do meio-fio é perigoso, pois ele fica exposto a colisões. Além disso, você pode ter que responder pelas seguintes multas:

Entre meio metro e um metro:

  • natureza: leve;
  • pontos na carteira: três;
  • valor a pagar: R$ 88,38.

Mais de um metro:

  • natureza: grave;
  • pontos na carteira: cinco;
  • valor a pagar: R$ 195,23.

8. Fazer cobrança com o veículo em movimento

Essa infração é voltada para os motoristas de micro-ônibus, táxis e Uber. Cobrar a tarifa ou passar troco com o veículo em movimento é motivo de multa. Então, se você é uma daquelas pessoas que faz tudo ao mesmo tempo, pense melhor e prefira fazer a cobrança com o veículo parado. Do contrário, pode ser autuado na infração:

  • natureza: média;
  • pontos na carteira: quatro;
  • valor a pagar: R$ 130,16.

9. Trafegar em marcha ré

Transitar em marcha ré só é permitido para realizar pequenas manobras, ou seja, aquelas que aprendemos na autoescola, como a baliza e retorno longo e curto. Aqueles motoristas que andam vários metros de ré, para contornar erros no caminho, estão cometendo uma infração. Veja qual é a penalidade:

  • natureza: grave;
  • pontos na carteira: cinco;
  • valor a pagar: R$ 195,23.

10. Usar o pisca alerta indevidamente

Outra infração que muitos desconhecem é referente ao uso do pisca alerta. Ele só pode ser acionado em três situações: quando o carro estiver imobilizado por algum defeito; quando está transitando em caráter de emergência; ou quando você estaciona em um local em que a sinalização pede o uso do pisca.

Fora isso, o uso indevido é motivo de multa. Uma atitude comum, por exemplo, é vermos motoristas dirigindo com o pisca ligado enquanto está chovendo. Esse hábito passa a ideia errada para os outros veículos, sendo, portanto, um erro. Veja as características da multa nesse caso:

  • natureza: média;
  • pontos na carteira: quatro;
  • valor a pagar: R$ 130,16.

11. Ter uma pane seca

Você sabia que dar o famoso prego por falta de combustível, além de não ser nada legal, é uma infração de trânsito? É importante que você garanta que o tanque esteja sempre acima da reserva, para evitar parar na rua por falta de gasolina e se tornar um risco para os outros motoristas. Em caso de pane seca, você pode responder pela seguinte infração:

  • natureza: média;
  • pontos na carteira: quatro;
  • valor a pagar: R$ 130,16.

Neste texto você viu que existem várias multas de trânsito desconhecidas pelos motoristas brasileiros. Nós citamos as principais. A partir de agora, fique atento à sua forma de direção e previna essas penalidades. Quando surgir alguma dúvida em relação à legislação, não deixe de consultar o código de trânsito.

Seus amigos provavelmente não conhecem muitas dessas multas! Por isso, compartilhe este post nas suas redes sociais!

COMPARTILHE: