Terminal Axial
Componentes e Peças

Terminal axial: o que é, para que serve e como detectar problemas?

COMPARTILHE:

O terminal axial é um componente que liga a caixa de direção aos terminais da roda, permitindo, assim, o seu movimento de um lado para o outro. Muitas vezes também chamado de braço de direção, é uma haste com articulações que permite o deslocamento em diversos ângulos. É um componente diretamente ligado a sua segurança ao dirigir, e conhecer seu funcionamento é muito importante.

Agora que você já sabe o que é, que tal aprender como funciona o terminal axial? Continue com sua leitura!

Como funciona o terminal axial?

De uma forma bem simplificada, vamos ver como funciona um sistema de direção. Quando o volante é girado, esse movimento de rotação chega à caixa de direção por meio de uma barra articulada chamada de coluna de direção.

Para que as rodas sejam viradas corretamente, é preciso converter a rotação do volante em movimento horizontal, ou seja, de um lado para outro. Esse é o papel da caixa de direção, que usa um sistema de pinhão e cremalheira para realizar essa função.

Esse movimento precisa ser transferido às demais peças do sistema, como os terminais da roda e a manga de eixo. Essa é exatamente a função do axial de direção. São usados dois axiais, um para cada roda dianteira do carro. Uma de suas pontas é conectada a um lado da cremalheira da caixa de direção, e a outra, aos terminais da roda.

Por ser uma barra com articulações, além de permitir que a roda vire para ambos os lados, ela também garante o seu movimento de subida e descida, causado pelas imperfeições do asfalto. Sem essas articulações, andar de carro não seria uma experiência muito agradável, afinal, os sistemas de amortecimento de impactos não funcionariam.

Existem outros componentes em um sistema de direção, mas podemos dizer que, simplificando ao máximo, é basicamente isso o que acontece quando você vira o volante do seu carro.

Quais são os sinais de problemas nessa peça?

O terminal axial da direção é um componente durável do veículo e não exige muita manutenção. Porém, podem acontecer desgastes prematuros, principalmente devido a problemas em outras peças.

Justamente por ser vital para a segurança e pelas condições extremas a que ele é submetido, é aconselhável fazer uma inspeção no terminal axial e nos demais componentes da suspensão e direção a cada 10 mil quilômetros rodados, pelo menos, evitando, assim, muita dor de cabeça e possíveis acidentes.

Alguns sinais podem indicar que o axial da direção está danificado. Saber identificá-los é muito importante, pois, quanto mais tempo o carro permanecer com esse defeito, maiores serão os danos em outros componentes. Porém, tome cuidado! Desgaste em outras peças do veículo pode causar sinais semelhantes, confundindo você.

Ruídos durante as manobras

Quase sempre significam problemas chegando. Com o axial da direção, não seria de outra forma. Ao manobrar, você percebe que um barulho estranho está vindo da parte de baixo do carro, além de algumas batidas ao andar com o veículo e aumento na folga da direção. Isso pode indicar um desgaste do axial, mas não saia trocando peças. Falhas em outros componentes podem causar o mesmo tipo de ruído. Os exemplos mais comuns são:

  • desgaste na caixa de direção;
  • folga nos terminais;
  • desgaste na cruzeta da coluna.

Vibração na direção

Dirigir com o volante trepidando nunca é uma coisa agradável, principalmente em velocidades maiores. O axial da direção costuma ser o culpado por esse tipo de problema, principalmente quando existe folga na articulação. Porém, ele nem sempre é o único responsável.

Problemas na suspensão ou nos eixos, balanceamento malfeito, rodas amassadas e pneus desgastados são apenas algumas das várias possíveis causas para esse tipo de sintoma. Quase sempre, o defeito em um desses itens acaba desgastando o axial da direção e, por desconhecimento, somente ele é trocado. Após algum tempo de uso, os tremores voltam a acontecer.

Esse sinal não deve ser ignorado de jeito nenhum, porque é um forte indicador de que algum dano muito grave vai acontecer na suspensão ou no sistema de direção do veículo. Também, por causa disso, é possível que vários outros componentes sofram desgaste, e a quebra deles pode causar sérios acidentes, colocando a sua vida em perigo.

Folga na direção

Normalmente, a culpa desse problema é da caixa de direção. Outros componentes, no entanto, podem causar folgas no volante, como o axial. O desgaste da articulação faz com que a ligação entre a caixa e os terminais não seja perfeita, gerando essa folga.

Outros problemas que podem gerar folgas na direção e não devem ser confundidos são:

  • terminais da direção desgastados;
  • problemas de fixação entre a coluna e a caixa.

O que fazer em caso de problemas?

Se você detectar um dos sinais indicados, deve, imediatamente, tomar medidas para correção do defeito, evitando, assim, desgaste e quebra de outras peças. Procure uma oficina especializada para um diagnóstico preciso e faça a troca dos componentes em mau estado sempre que solicitado.

Consertar o carro em casa é uma prática comum e, com certeza, uma forma de economizar uns trocados, porém, não faça isso quando o problema for o terminal axial. Por mais simples que esse componente possa parecer, a sua instalação requer alguns cuidados e não deve ser feita por alguém sem conhecimento técnico.

Após a substituição do axial, é necessário fazer o alinhamento das rodas. Se isso não for feito corretamente, desgastes em outras partes do veículo — como os pneus — podem acontecer, trazendo mais problemas e novos gastos.

Use sempre peças novas, nunca as recondicionadas. Produtos novos, de origem conhecida, são sinônimo de qualidade, durabilidade e eficiência, o que garante a segurança de quem usa o veículo.

Agora que você já conhece o terminal axial da direção e os principais sinais de desgaste que ele pode apresentar, que tal garantir que está tudo em perfeito estado? Aproveite e assine também nossa newsletter e receba outras dicas para manter o seu carro sempre em ordem!

Componentes e Peças
COMPARTILHE: