carros mais seguros
Carros

Confira quais são os carros mais seguros do mercado

COMPARTILHE:

Com cada vez mais veículos nas ruas, aumentou também o número de acidentes de trânsito. Em 2017, comparando com o mesmo período em relação a 2016, houve um acréscimo de 18,9% somente na cidade de São Paulo. Visando reduzir os ferimentos a motoristas, passageiros e pedestres, as montadoras investem bastante para desenvolver carros mais seguros.

Ao longo deste post, você vai entender o que torna um carro seguro, quais são as suas características e conhecer alguns modelos. Continue com a gente e confira!

O que é considerado um carro seguro?

Assim como os veículos evoluíram, o conceito de segurança se transformou ao longo dos anos. Antigamente, havia uma ideia de que carro bom era aquele que batia em um muro, o derrubava e sofria o mínimo de danos. Porém, percebeu-se que essa não era a melhor forma de proteger os ocupantes.

Atualmente, podemos definir como sendo um carro seguro aquele que, ao passar por uma colisão, é capaz de manter a integridade dos ocupantes e absorver parte do impacto. Preste atenção, por exemplo, aos veículos de corrida. Quando ocorre um acidente, eles se partem em várias partes, mas o local em que o piloto fica sofre pouco ou nenhum dano.

Uma vez que o carro absorve parte da energia vinda de um impacto, as forças que atingem os ocupantes são menores e a probabilidade de uma lesão mais séria diminui bastante. Por meio de testes de colisão, os automóveis são avaliados e, assim que os resultados são analisados, é dada uma nota entre 0 e 5 estrelas.

Notas mais altas significam que o veículo é mais seguro. No Brasil, uma das empresas responsáveis por esses experimentos é a Latin NCAP. Vários itens são testados, como a deformação da carroceria, o grau de proteção dos cintos de segurança, a capacidade de absorção de energia em caso de impacto lateral, entre outros aspectos.

Quais tecnologias ajudam a melhorar a segurança ao dirigir?

Muitas tecnologias que vemos nos carros atuais saíram de estudos vindos de testes de colisão. É o caso dos airbags que, felizmente, já salvaram muitas vidas. Melhorias mecânicas também auxiliam bastante na proteção dos passageiros — como freios ABS e EBD, controle de estabilidade e sensoriamento sofisticado.

As montadoras também têm se preocupado em antecipar e evitar acidentes. Alguns veículos mais modernos são capazes de realizar leituras do ambiente em que estão trafegando e fazer ajustes automáticos na suspensão e outros itens.

Além disso, eles conseguem detectar possíveis colisões e frear mesmo sem a intervenção do motorista. Detectores de ponto cego e sinalizadores de mudança de faixa de rolamento também auxiliam para que se evitem acidentes.

Quanto à carroceria e lataria, os fabricantes procuram desenvolver plataformas mais leves e resistentes a impactos, principalmente no habitáculo dos ocupantes. Embora ainda sejam bem caros e pouco acessíveis, muitos modelos têm sua estrutura construída em fibra de carbono e outros materiais mais robustos.

Nos carros mais antigos, a lataria era grossa e dura, mas, nos veículos atuais, ela é mais flexível. Contudo, isso não quer dizer que o material é inferior. Lembra-se de quando falamos sobre a absorção dos impactos? Quanto mais maleável, maior a dissipação da energia e, por consequência, os passageiros sofrem menos lesões em caso de um acidente.

Os carros brasileiros básicos têm o mesmo grau de segurança dos modelos europeus?

Embora exista um esforço para que os carros brasileiros sejam mais seguros, ainda há diferença quando comparados aos modelos europeus. Mesmo sendo obrigados a vir de fábrica com airbag e freios ABS, vários veículos, principalmente os mais baratos, recebem nota baixa nos testes de colisão.

Itens de série como controle de estabilidade, detector de ponto cego e freio de emergência só costumam ser encontrados nos automóveis mais caros. Na Europa, a maioria dos veículos, mesmo os básicos, já vem com esses dispositivos de segurança.

Quais são os carros mais seguros?

A boa notícia é que, embora tenham um custo elevado, existem carros seguros no Brasil. Alguns modelos, inclusive, obtiveram nota máxima nos testes de colisão realizados pela Latin NCAP. Vamos conhecer agora alguns desses automóveis e o que os faz campeões.

Volkswagen Golf

Considerado o carro mais seguro do Brasil, o Golf tem a vantagem de ser produzido em solo nacional, o que o destaca no que diz respeito aos custos de manutenção. O modelo foi avaliado com nota máxima — cinco estrelas — no teste de colisão. Ele também se mostrou eficiente na proteção de adultos e crianças.

Ele conta com sete airbags, controle de estabilidade e tração, sistema de frenagem automática pós-colisão e alerta de pressão incorreta dos pneus, entre outros. Nas versões mais completas, ele traz itens como detector de fadiga e freio de emergência automatizado.

Volkswagen Polo

O Volkswagen Polo também alcançou cinco estrelas no teste de colisão. Em relação ao desempenho com ocupantes adultos, o modelo marcou 32,13 pontos de 34. Quando transportando crianças, a pontuação foi 43 de 49. Mesmo sendo mais modesto que o Golf, ele traz de fábrica quatro airbags e freios ABS com EBD.

O polo ainda traz como opcionais o controle de estabilidade e tração, bloqueio eletrônico do diferencial, assistente de partida em rampas, freio a disco nas quatro rodas, retrovisor interno eletrocrômico etc. Em relação ao custo de compra, ele começa a ser vendido por R$ 49,9 mil — contra R$ 77,2 mil do Golf.

Toyota Corolla

O primeiro sedã da lista é o Toyota Corolla. Também com cinco estrelas na avaliação, o modelo passou por diversas mudanças e obteve 29,6 pontos de 34, quando transportando adultos. A implementação de novos dispositivos de segurança foi decisiva para a obtenção dessa nota.

Com custo inicial de R$ 92,6 mil, o modelo vem de fábrica com sete airbags, controle de estabilidade e tração, cinto de três pontos para todos os ocupantes, encosto para a cabeça e assistente de partida em rampas. No que diz respeito ao transporte de crianças, o Corolla obteve 44,88 pontos de 49.

Honda HR-V

Sendo vendido com um custo inicial de R$ 80,9 mil, o Honda HR-V também recebeu cinco estrelas pela excelente proteção a passageiros adultos e crianças. O modelo marcou incríveis 16,7 pontos de 17. Somando as notas dos diversos testes, ele cravou 60 pontos de 66.

As versões mais básicas do Honda HR-V já vêm equipadas com airbags frontais, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, freios a disco nas quatro rodas com ABS e EBD, encosto de cabeça para todos os ocupantes e sinalização de frenagem de emergência. O modelo também pode vir com airbag lateral e retrovisor eletrocrômico.

Jeep Renegade

Por fim, temos outro cinco estrelas, o Jeep Renegade. Marcando 16,12 de 17 pontos, quando transportando adultos, e 43,54, quando com crianças. O modelo — que é vendido inicialmente por R$ 74,5 mil — vem equipado com controle eletrônico anticapotamento, sistema de monitoramento dos pneus, controle de velocidade em descidas, entre outros.

Independentemente do modelo, para que você tenha um dos carros mais seguros do Brasil, é preciso ficar muito atento e manter a manutenção em dia. Lembre-se de que muitos acidentes são causados por imprudência ou falha mecânica e ter um automóvel cinco estrelas ajuda, mas não impede as fatalidades.

Gostou do texto e quer mais segurança ao dirigir? Então, não deixe de ler nosso post e entender como a manutenção preventiva garante mais segurança no trânsito!

Carros
COMPARTILHE: