Confira 6 curiosidades sobre o rodízio veicular

Confira 6 curiosidades sobre o rodízio veicular
5 minutos para ler
Powered by Rock Convert

O rodízio de veículos existe em determinados municípios do mundo — como na cidade de São Paulo, que ele funciona por meio um sistema em que os carros não podem trafegar durante os seus horários de vigência (pela manhã, das 7h às 10h, e no final do dia, das 17h às 20h).

Em São Paulo o rodízio de veículos considera o número final da placa dos automóveis para determinar os dias em que não é permitido trafegar na região do centro expandido da cidade, sob pena de multas.

Se você deseja conhecer 6 curiosidades do rodízio de veículos e entender melhor sobre o tema, acompanhe o post que apresentaremos todos os detalhes. Veja!

Veja também:

1. Por que o rodízio veicular foi criado?

Somente os condutores adotarem a direção defensiva, apesar de ser algo fundamental, muitas vezes não é o bastante para o bom funcionamento do trânsito de uma cidade, especialmente aquelas que contam com grande número de veículos e moradores.

Assim, o rodízio foi criado visando diminuir o trânsito e melhorar as condições de fluxo das vias mais movimentadas, bem como para diminuir da poluição do ar causada pelos veículos, por meio da diminuição do número de carros em circulação nos dias da semana.

2. Desde quando ele vigora no Brasil?

O sistema de rodízio de veículos foi implantado no Brasil em 3 de outubro de 1997, na cidade de São Paulo, por meio da Lei nº 12.490, regulamentada pelo decreto municipal nº 37.085/1997. Com isso, foi instituído na cidade um sistema em que cada dia da semana, determinados veículos não podem trafegar entre os horários de vigência do rodízio.

Desde a implementação da norma nos horários determinados os carros com placa com final 1 e 2 não podem circular às segundas, aqueles com finais 3 e 4 às terças, os terminados em 5 e 6 não podem transitar às quartas, finais 7 e 8 às quintas e, às sextas, finais 9 e 0.

3. Em quais regiões o rodízio existe?

No Brasil, o único município a adotar o rodízio de veículos é a cidade de São Paulo e a região que compreende os locais em que os carros não podem circular no horário de pico é delimitada por meio de um anel viário criado pela CET.

Essa região do centro expandido da cidade de São Paulo compreende as marginais, tendo início na Marginal Tietê (Ponte do Tatuapé), até a região da Avenida dos Bandeirantes (Ponte Engenheiro Ari Torres).

4. Fora do Brasil existe rodízio veicular?

Fora do Brasil diferentes cidades do mundo também adotam, de forma permanente, o rodízio de veículos, como Santiago do Chile, Atenas, La Paz, San José, Medellín, Cidade do México, Quito e Bogotá.

Já em outras localidades o sistema é aplicado de maneira temporária, ou seja, apenas por curto período (como uma semana ou um mês), conforme já ocorreu em cidades como Londres, Paris, Nova Delhi, Roma e Milão.

5. Quais são os veículos isentos?

Na cidade de São Paulo, os seguintes veículos estão isentos do rodízio veicular:

  • motocicletas e similares;
  • transporte escolar;
  • guinchos;
  • táxis;
  • transportes coletivo e de lotação autorizados;
  • veículos utilizados em serviços essenciais e de emergência.

É possível, ainda, que os deficientes solicitam a isenção ao rodízio em razão de suas condições de saúde, como aqueles que apresentam doenças mentais, deficiência física (mesmo que temporária) e pessoas em tratamento debilitante de doenças graves.

6. Quais são as vantagens do rodízio?

As principais vantagens do rodízio são, sem dúvidas, a melhora no funcionamento do trânsito em cidades que apresentam grande índice de congestionamento e a considerável diminuição das emissões de gases poluentes.

Além disso, na cidade de São Paulo o rodízio de veículos funciona apenas de segunda a sexta-feira e o sistema costuma ser suspenso nos períodos do ano em que a cidade está mais vazia, como durante as festas de fim de ano.

Agora que você já sabe tudo sobre o rodízio de veículos fique atento se for usar o carro durante a pandemia ou, até mesmo, em épocas normais quando estiver em uma das regiões que apresentamos a fim de evitar multas.

Se você gostou deste post, o compartilhe em suas redes sociais e ajuda os seus amigos a conhecerem 6 dicas sobre o rodízio de veículos!

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário