Kit relação: veja como identificar o momento da troca

kit relação
4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Quem tem e ama a sua moto, sabe o quão importante é estar de olho nas revisões e manutenções, não é mesmo? Entre as peças fundamentais e que precisam de acompanhamento frequente está o kit relação.

A durabilidade do kit relação, também conhecido como transmissão secundária, não depende somente da marca das peças principais, mas também de uma boa manutenção, principalmente cuidar da limpeza, lubrificação e ajustes necessários com o tempo de uso.

Como especialistas no assunto e sempre trazendo dicas úteis aos profissionais mecânicos e proprietários dos veículos, preparamos este post com conselhos importantes de como identificar e trocar o kit relação de sua moto. Vamos conferir?

Veja também:

O que indica a hora de trocar o kit relação? 

O kit relação da moto é formado pela coroa, corrente e pinhão, que precisam estar em dia para garantirem uma pilotagem sem surpresas. No entanto, como o tempo de uso e outros fatores adversos, esse conjunto de peças tende a desgastar e é preciso estar atento para saber a hora de trocá-lo.

A vida útil do kit relação de uma moto varia de acordo com diferentes fatores, como o estilo de pilotagem, a qualidade das peças, os problemas em outros componentes (como o câmbio, o quadro, a balança e a roda traseira), os cuidados com a limpeza e a lubrificação, manter a regulagem correta e até a região onde trafega a moto, entre outros fatores.

Para ajudar a identificar a hora certa de trocar o kit relação, fique de olho nesses primeiros sinais de problemas:

  • desgastes nos dentes do pinhão e da coroa, 
  • corrente muito frouxa ou escapando,
  • ruídos ou trancos durante o funcionamento. 

Como aumentar a vida útil do kit relação? 

Apesar de o desgaste das peças ser muito variável, certos cuidados podem aumentar a vida útil do conjunto. Além de garantir mais segurança na pilotagem e melhor desempenho na pista, essas práticas ajudam a economizar com as manutenções corretivas: 

  • fazer a limpeza periódica do conjunto, 
  • ajustar a tensão de corrente,
  • manter a lubrificação em dia e usar a graxa certa,
  • respeitar os limites da moto e conduzir sem forçar o kit relação,
  • instalar peças de qualidade e de marcas reconhecidas

Para facilitar esse trabalho, hoje existem produtos especiais (com sprays e escova) que fazem a limpeza e a lubrificação do kit relação em minutos. Também é interessante pedir uma “aula” para o seu mecânico sobre como conferir e ajustar a tensão da corrente.

Como fazer a troca do kit relação da moto? 

Assim que identificar a necessidade de trocar o kit relação, visite a sua oficina de confiança e realize o serviço com qualidade, sem esperar aumentar o desgaste. Com esse cuidado preventivo você nunca ficará pelo caminho com a moto quebrada e também evitará que outros componentes acabem danificados.

Como especialistas no assunto, preparamos um vídeo completo com informações úteis sobre as peças que formam o kit relação, assim como o procedimento correto para troca do conjunto. Veja só!

Essas foram algumas dicas fundamentais sobre o kit relação da moto. Curtiu? Quer ficar por dentro de outras dicas e cuidar ainda mais do seu veículo? Então, não deixe de se inscrever em nossa lista VIP e receber tudo em primeira mão. Até a próxima!

 

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário